Categorias
webinars

Webinar: Análises Geoespaciais da Dinâmica Agrícola no Cerrado

Coordenadores / Coordinators
Dr. Édson Bolfe
Dr. Édson Bolfe

Embrapa Informática Agropecuária

Dr. Edson Sano
Dr. Edson Sano

Embrapa Cerrados

O aumento da demanda nacional e internacional por alimentos tem impulsionado a agricultura brasileira, especialmente no Cerrado. Esse bioma abrange cerca de 24% do território nacional e possui importância estratégica para a segurança alimentar e manutenção da biodiversidade. Esta sessão objetiva apresentar alguns dos principais resultados obtidos pelas análises geoespaciais da dinâmica agrícola do Cerrado. Embora os métodos de análise e modelagem tenham evoluído nos últimos anos, ainda existem importantes desafios na integração de dados multisensores, multifontes e multiescalares para melhorar a compreensão dos processos de conversão, expansão e retração, diversificação e intensificação agrícola. Novos métodos analíticos estão surgindo rapidamente em razão da disponibilização de grandes volumes de dados de sensoriamento remoto em diferentes resoluções espaciais, espectrais e temporais e de plataformas de processamento nas nuvens desses dados, além da melhoria na capacidade de integrar dados socioeconômicos, ambientais e biofísicos em plataformas baseadas em SIG. Como resultado desta sessão, espera-se aumentar a sinergia entre grupos de pesquisas nacionais e internacionais, ampliar os conhecimentos técnico-científicos relativos às análises geoespaciais e apoiar os tomadores de decisão dos setores público e privado na implementação de programas de desenvolvimento rural sustentável. 

The increase of national and international demand for food has boosted the Brazilian agriculture, especially in the Cerrado. This biome covers about 24% of the national territory and has strategic importance for food security and biodiversity conservation. This session aims to present some of the main results obtained by the geospatial analysis of the agricultural dynamics of the Cerrado. Although methods of analysis and modeling have advanced in recent years, there are still important challenges in the integration of multi-sensor, multi-source, and multi-scale data to improve the comprehension of agricultural conversion, expansion and retraction, diversification, and intensification processes. New analytical methods are emerging rapidly because of the availability of large volumes of remote sensing data in different spatial, spectral, and temporal resolutions; availability of big data, cloud computing platforms; and increased capability of combining socioeconomic, environmental, and biophysical data in GIS-based platforms. As a result of this session, we expect to increase the synergy between national and international research groups, to expand the technical and scientific knowledge of geospatial analysis, and to support public and private decision-makers to implement sustainable rural development programs.

Horário / TimeTítulo da Palestra / Title of TalksApresentador / Speakers
9:00Importância estratégica das análises geoespaciais no Cerrado / Strategic importance of geospatial analysis in the CerradoDr. Édson Bolfe Embrapa Informática Agropecuária – CNPTIA
9:30Fogo no Cerrado: uma análise multisensor do sumidouro de carbono emergente / Fire in the Cerrado: a multi-sensor analysis of an emerging carbon sinkDr. Douglas Morton National Aeronautics and Space Administration – NASA
10:00Dinâmica geoespacial das pastagens cultivadas no Cerrado / Geospatial dynamics of cultivated pastures in the CerradoDr. Laerte Ferreira Universidade Federal de Goiás – UFG
10:30Dinâmica geoespacial da agricultura no Cerrado / Agricultural geospatial dynamics in the CerradoDr. Edson Sano Embrapa Cerrados – CPAC

Coordenação (Chair) / Palestrantes (Speakers)
Dr. Édson Luis Bolfe
Dr. Édson Luis Bolfe

Pesquisador na Embrapa Informática Agropecuária e Professor na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp). Doutor em Geografia no Instituto de Geociências (Unicamp). Foi cientista visitante no Center for Global Change and Earth Observations, Michigan State University (USA) e no Agricultural Research Centre for International Development (FR). Membro da Câmara Agro 4.0 (MAPA/MCTI). Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq em Geociências.

Embrapa Informática Agropecuária – CNPTIA
edson.bolfe@embrapa.br

Dr. Douglas C. Morton
Dr. Douglas C. Morton

Pesquisador e Chefe do Biospheric Sciences Laboratory, Goddard Space Flight Center – National Aeronautics and Space Administration (NASA). Professor Adjunto no Departamento de Ciências Geográficas, University of Maryland (USA). Doutor em Geografia pela University of MarylandMembro do Global Fire Emissions Database (GFED) e Consultor Técnico do SilvaCarbon, US Government. Atua em pesquisas sobre dinâmica agrícola e florestal no Brasil.

NASA Goddard Space Flight Center – GSFC
douglas.morton@nasa.gov 

Dr. Laerte Guimarães Ferreira 
Dr. Laerte Guimarães Ferreira 

Professor Titular e Pró-Reitor de Pós-Graduação da Universidade Federal de Goiás (UFG). Doutor em sensoriamento remoto pela University of Arizona (USA), tendo sido cientista visitante no Center for Space ResearchUniversity of Texas (USA). É membro do Conselho Superior da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (FAPEG) e do Comitê Assessor de Geociências do CNPq. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq em Ciências Ambientais. 

Universidade Federal de Goiás – UFG
laerte@ufg.br  

Dr. Edson Eyji Sano
Dr. Edson Eyji Sano

Pesquisador na Embrapa Cerrados e Coordenador-substituto do Centro Nacional de Monitoramento e Informações Ambientais (IBAMA/CENIMA). Doutor em ciência do solo pela University of Arizona (USA). É membro do comitê técnico-consultivo do Projeto MapBiomas e membro permanente nos programas de pós-graduação da Universidade de Brasília (UnB) e Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS). Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq em Geociências.

Embrapa Cerrados – CPAC
edson.sano@embrapa.br

Categorias
Sem categoria

SBSR Interim 2021

Sobre o evento

SBSR Interim 2021

A Coordenação do Simpósio Brasileiro de Sensoriamento Remoto (SBSR) realizará em 2021 o SBSR INTERIM, em formato online.

O SBSR INTERIM 2021 será composto por cinco webinars e cinco minicursos na área de sensoriamento remoto e geoinformática. Serão fornecidos certificados aos participantes inscritos.

O SBSR INTERIM será realizado de 05 a 16 de abril de 2021.

Objetivo e público alvo

O nosso objetivo é oferecer um conteúdo técnico-científico de alto nível como os tradicionais SBSRs, mas utilizando uma interface online rápida e efetiva. O SBSR INTERIM, portanto, foi concebido para oferecer vantagens que só o formato digital pode entregar, incluindo conteúdos científicos mais atuais, facilidade de acesso a qualquer horário de sua conveniência, além do baixo custo para o participante.

O público alvo inclui pesquisadores, professores, profissionais do setor público e privado, estudantes do Brasil e de outros países, empresas do setor de aplicações e desenvolvimento tecnológico das diversas áreas, incluindo recursos minerais, agronegócio, meio ambiente e recursos hídricos, assim como também autoridades governamentais e tomadores de decisão dos setores envolvidos.

Categorias
webinars

Webinar: Demandas e resultados do monitoramento da Agricultura de Baixo Carbono (ABC) utilizando sensoriamento remoto

Coordenadores / Coordinators
Dr. Luiz Eduardo Vicente
Dr. Luiz Eduardo Vicente

Embrapa Meio Ambiente

Dra. Luciana Spinelli-Araújo
Dra. Luciana Spinelli-Araújo

Embrapa Meio Ambiente

A agricultura de baixa emissão de carbono (ABC) compreende um conjunto de técnicas e manejos agrícolas que visam aumento de produtividade de maneira sustentável, sobretudo de baixa emissão ou mitigação de gases de efeito estufa (GEEs) nos processos agrícolas de uso e cobertura das terras. Atualmente a ABC representa um importante conjunto de iniciativas internacionais, previstas nas NDCs (Metas Nacionalmente Apropriadas) durante a COP 15 (Conferência das Partes) e manifesta no Brasil através do Plano Setorial de Mitigação e Adaptação às Mudanças Climáticas para a Consolidação de uma Economia de Baixa Emissão de Carbono na Agricultura (Plano ABC), e defendidas anualmente nas demais COPs desde então. A adoção das NDCs representa não apenas processos de produção sustentável, mas a inserção/manutenção do Brasil ao acesso de fundos financeiros internacionais, bem como a dissipação de barreiras não alfandegárias restritivas ao comércio exterior. Entretanto, um dos grandes desafios vinculados a adoção da chamada agricultura ABC refere-se à questão do monitoramento em larga escala, o qual demanda métodos e técnicas de sensoriamento remoto voltados à tríade: Monitoramento-Relatório-Verificação (MRV), de forma a certificar quantitativamente os avanços da adoção das técnicas de manejo de baixa emissão de carbono. Nos últimos anos através da criação da Plataforma ABC (Laboratório da Embrapa Meio Ambiente), foram desenvolvidas abordagens em sensoriamento remoto aplicadas ao monitoramento da agricultura de baixo carbono, envolvendo, por exemplo: mapeamento de carbono orgânico no solo (COS) com auxílio de imagens de satélite, e desenvolvimento de sistemas de coleta de dados remotos de uso e cobertura das terras, os quais juntamente com parcerias nacionais e internacionais estabeleceram resultados inéditos para MRV (métodos quantitativos francamente reproduzíveis e auditáveis). Dessa forma, espera-se através dos debates desse eixo contribuir no desenvolvimento e divulgação de recentes pesquisas/inovações em sensoriamento remoto aplicadas ao monitoramento agrícola de última geração, com foco na agricultura sustentável de alta produtividade, coadunando atuais e novos parceiros público-privados, e instituições de pesquisa com demandas estratégicas não apenas para a comunidade de sensoriamento remoto, mas para a sociedade em geral.

Low Carbon Agriculture (LCA) encompasses a set of agricultural techniques and management aimed to increasing sustainably the agricultural productivity, with emphasis on diminishing/eliminating greenhouse gases (GHGs) in land
use/land cover (LULC) processes. LCA currently represents an important set of international actions, initially foreseen in the NDCs (Nationally Determined Contributions) during the COP 15 (Conference of All Parts). In Brazil, NDCs are enforced through directives presented in the Sectorial Plan for Mitigation and Adaptation for the Consolidação de uma Economia de Baixa Emissão de Carbono na Agricultura (Plano ABC), and have been annually endorsed since COP 15. The adoption of NDCs represents not only sustainable production processes, but also insertion/maintenance of Brazil in international financial funds, and the dissipation of non-tariff barriers (restrictive to international trade) as well. However, one of the major issues regarding LCA adoption is its large scale monitoring, which requires methods
and technics on remote sensing applied to the triad – Monitoring – Report – Verification (MRV), in order to prove, quantitatively, the improvements brought by the adoption of LCA management technics. Through the Low Carbon Agriculture Platform (ABC Platform – Plataforma de Agricultura de Baixo Carbono – Laboratory of the Embrapa Environment), approaches in remote sensing applied to ABC monitoring technologies were developed in recent years, which involved: large scale soil organic carbon mapping aided by satellite images, and development of a land use data field remotely collector, which, in conjunction with national and international partnerships, produced new results for MRV (quantitative methods frankly auditable). The objective of the discussions presented in this session is to contribute to the development and dissemination of recent developments (research and innovation) in remote sensing applied to high end agricultural monitoring, matching the strategic demands of current and new public-private partners, research institutions and society as a whole.

Horário/ScheduleTítulo da Palestra / Title of TalksApresentador / Speakers
  8h55 Abertura/ Opening    Dr. Luiz Eduardo Vicente  (Embrapa)
  9h00  Monitoramento da Agricultura de Baixo Carbono no Brasil utilizando redes colaborativas: o exemplo do Agrotag Monitoring of Low carbon agriculture in Brazil using crowdsourcing platform: the case of Agrotag system    Dra Luciana Spinelli-Araújo (Embrapa)
9h20  Utilização de Sensoriamento Remoto para o monitoramento dos sistemas integrados de produção agropecuária (iLP): contribuição ao monitoramento por satélite da agricultura de baixa emissão de carbono
Use of Remote Sensing for monitoring integrated agricultural production systems (ICLS):a satellite- based contribution to the monitoring of low-carbon emission in agriculture  
Dra. Margareth Simões Penello Meirelles (Embrapa/UERJ)  
9h40  Iniciativas globais na determinacao de atributos do solo via sensoriamento remoto com vistas ao carbono orgânico
Global initiatives on the soil attributes determination by remote sensing with focus on organic carbon
Dr. José Alexandre Demattê (University of São Paulo/ESALQ)  
 10h00             O potencial ambiental das pastagens brasileiras: um mapeamento para todo o pais baseado em dados MODIS e Landsat
The environmental potential of Brazilian pasturelands: a mapping for the whole country based on MODIS and Landsat data    
Dr. Laerte Ferreira Guimarães (University of  Goiás/LAPIG)              
10h20  Implantação e monitoramento remoto de territórios sustentáveis no estado do Pará – Brazil, utilizando rede colaborativa e geotecnologias Implementation and remote monitoring of sustainable territories in Pará state – Brazil, using crowdsourcing and geotechnologiesDr. Adriano Venturieri (Embrapa)  
10h40      Uma perspectiva 3-D sobre as paisagens produtivas na Amazonia Brasileira e no Cerrado A 3-D perspective on the agricultural matrix in the Amazon and Cerrado biomes  Dr. Douglas C. Morton (NASA)         
11h00/11h30Debates e Encerramento /Closing      
             
Coordenação (Chair) / Palestrantes (Speakers)
Dr. Luiz Eduardo Vicente
Dr. Luiz Eduardo Vicente

Pesquisador A da Embrapa Meio Ambiente, onde atua nas áreas de Geociências e Recursos Naturais, com especialidade em: Espectrorradiometria, Espectroscopia de Reflectância e Sensoriamento Remoto Hiperespectral. Formou-se em Geografia e concluiu o mestrado pela Universidade Estadual Paulista (UNESP) em 2001. Concluiu doutorado em Geografia pelo Instituto de Geociências (IG) da Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP) em 2006. Atuou como pesquisador colaborador junto ao IG/Departamento de Geologia e Recursos Naturais da UNICAMP, onde foi bolsista de pós-doutorado FAPESP. Possui pós-doutorado pela University of Colorado, Departamento de Matemática. Atualmente é pesquisador da Plataforma Multi-institucional de Monitoramento das Reduções de Emissões de Gases de Efeito Estufa na Agropecuária (Plataforma ABC).

Drª. Luciana Spinelli-Araújo
Drª. Luciana Spinelli-Araújo

Graduada em Engenharia Florestal pela UNESP, com mestrado em Sensoriamento Remoto pelo INPE e doutorado em Ecologia Aplicada pela ESALQ/USP. Tem experiência na área de Geociências, com ênfase em Sensoriamento Remoto e GIS, atuando principalmente nos temas conservação e dinâmica da paisagem, relacionados aos biomas Mata Atlântica, Amazônia e Cerrado, com dados multisensores ? óticos de alta e média resolução, radar e LiDAR. Pesquisadora da Embrapa, contribuindo na Plataforma Multi-institucional de Monitoramento das Reduções de Emissões de Gases de Efeito Estufa na Agricultura ? Plataforma ABC. 

Dr. José Alexandre Demattê
Dr. José Alexandre Demattê

Professor Titular Da Universidade de Sao Paulo, Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz, Departamento de Ciencia do Solo, na area de Sensoriamento Remoto Aplicado a Solos (Pedologia). Possui graduação em Agronomia pela Universidade Federal de Lavras (1990), Mestrado Solos e Nutrição de Plantas-ESALQ/USP (1992) e Doutorado Solos e Nutrição de Plantas – ESALQ/USP (1995).

Dr. Adriano Venturieri 
Dr. Adriano Venturieri 

É pós-doutor pela Universidade de Oxford, UK, doutor em Geografia [Rio Claro] pela Universidade Estadual Paulista Júlio de Mesquita Filho (2003)/Université d´Avignon, FR,,mestre em Sensoriamento Remoto pelo Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (1995) e graduado em Agronomia pela Universidade Federal Rural da Amazônia (1986). Atualmente é Chefe Geral da Embrapa Amazônia Oriental e professor da Pós-Graduação em Gestão de Recursos Naturais e Desenvolvimento Local (PPGDAM/NUMA/UFPA).

Margareth Simões
Margareth Simões

Researcher at Embrapa. 2010-2012 (LabEx Europe) was responsible for the research area of Agriculture Sustainability and Natural Resources, coordinating projects and international articulations, associated researcher at UMR TETIS Territoires, Environnement, Télédétection et Information SpatialeS (Cirad/IRD/AgroParisTech) and fellow at Université Rennes 2 (UMR LETG – Littoral, Environnement, Télédétection, Géomatique). Professor: Department of Computer Engineering and the Ph.D. Course on Environment at UERJ.
Margareth Simões is a soil engineering with Master degree in Computer Engineering applied to Computer Graphics and Digital Image Processing at Rio de Janeiro Federal University (COPPE/UFRJ) and Ph.D. on GIS Modeling for Environmental and Agricultural Planning at UFRJ together with the Institute for Geo-information Science and Earth Observation (ITC), Holland

Dr. Laerte F. Guimarães 
Dr. Laerte F. Guimarães 

Professor Titular e Pró-Reitor de Pós-Graduação da Universidade Federal de Goiás (UFG). Doutor em sensoriamento remoto pela University of Arizona (USA), tendo sido cientista visitante no Center for Space ResearchUniversity of Texas (USA). É membro do Conselho Superior da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de Goiás (FAPEG) e do Comitê Assessor de Geociências do CNPq. Bolsista de Produtividade em Pesquisa do CNPq em Ciências Ambientais. 

Universidade Federal de Goiás – UFG
laerte@ufg.br  

Dr. Douglas C. Morton
Dr. Douglas C. Morton

Pesquisador e Chefe do Biospheric Sciences Laboratory, Goddard Space Flight Center – National Aeronautics and Space Administration (NASA). Professor Adjunto no Departamento de Ciências Geográficas, University of Maryland (USA). Doutor em Geografia pela University of MarylandMembro do Global Fire Emissions Database (GFED) e Consultor Técnico do SilvaCarbon, US Government. Atua em pesquisas sobre dinâmica agrícola e florestal no Brasil.

NASA Goddard Space Flight Center – GSFC
douglas.morton@nasa.gov